Administração na prática

5 etapas para fazer a reestruturação empresarial na sua escola

O ritmo das transformações sociais, econômicas e culturais tem se intensificado nos últimos anos, exigindo  que as instituições se atualizem. Muitas vezes, é necessário não somente um processo de transformação pontual, mas uma verdadeira reestruturação empresarial. Isso engloba planejar e executar ações sob uma perspectiva totalmente nova e condizente com estas demandas.

Para que isso ocorra da melhor forma, é importante seguir determinados passos, capazes de verdadeiramente gerar o sucesso esperado pelas organizações. Neste artigo, falamos sobre eles e como podem ser úteis para melhorar o desempenho da sua escola. Continue a leitura e saiba mais!

1. Faça a análise e o planejamento da reestruturação

Para que as coisas saiam do papel, é relevante ter um sólido planejamento. Sem ele, pouco se pode fazer. Além disso, corre-se o risco de haver resultados desastrosos caso cada detalhe do processo de mudança não seja pensado cuidadosamente, sob critérios específicos.

Antes de tudo, liste todos os segmentos que passarão por uma reformulação — setor financeiro, recursos humanos, comunicação interna, entre outros. Pontue quais deverão ser as principais transformações e o que será necessário para atingir isso, por exemplo, contratar novas pessoas, realocar equipes, mais investimentos financeiros, otimizar recursos.

Feito isso, trace qual será a trajetória até esses objetivos determinados por você. Dedique o tempo que for preciso para esse período. Um mau planejamento pode colocar tudo a perder e ainda prejudicar a visão que as pessoas têm acerca da instituição.

2. Melhore o controle das informações

É essencial que as instituições de ensino tenham um fluxo de informação de qualidade. Isso contribui com o próprio aprendizado dos estudantes, além de ser um fator importante para o engajamento dos colaboradores e para que a escola seja reconhecida por sua excelência dentro e fora dela.

Uma das ações que podem ajudar, e muito, na obtenção de bons resultados é a utilização de um aplicativo de agenda online por toda a comunidade escolar. Por meio dele, é possível centralizar as informações, enviar comunicados, como avisos sobre passeios, documentações, entre outros.

Além disso, é importante que você crie uma cultura de bons relacionamentos. Todos que estão envolvidos com a instituição precisam se sentir estimulados a cultivar laços com os demais colaboradores, alunos e seus respectivos responsáveis. Isso evita diálogos desencontrados e fortalece a união em favor de um bem comum.

3. Defina as lideranças da escola

Um bom líder é essencial para dar andamento aos objetivos de uma empresa com excelência, além de ser também uma das peças-chave para a motivação das equipes. Por isso, analise de maneira estratégica, quais são as pessoas mais indicadas para estarem à frente de diversas decisões importantes do dia a dia da instituição.

Nesse momento, não permita que as emoções interfiram na sua decisão, tenha em mente o perfil profissional de cada um dos colaboradores e não caia em armadilhas: lembre-se de que nem sempre um bom profissional se dará bem em uma posição de chefia. Uma má escolha nesse sentido pode desestruturar a escola e o próprio funcionário.

Caso você entenda como algo necessário, contrate novos profissionais, atualizados com as demandas do mercado e que podem contribuir para o êxito da escola. Outro passo que pode ser importante é mudar as pessoas de área, transferindo-as para um segmento mais estratégico ou no qual elas possam ter a oportunidades de utilizar as suas habilidades e experiências. Muitas vezes, aquelas que entraram inicialmente em um setor podem se dar muito bem (e até melhor!) em outro.

4. Não deixe de lado a gestão financeira

Não é porque a organização das finanças vem dando certo de determinada maneira que ela deve ser mantida exatamente como está ao longo dos anos. As coisas mudam rapidamente e não é diferente quando se trata de dinheiro. Um investimento em determinado setor que era de suma importância pode não ser mais atualmente. Os gastos devem passar por uma análise constante e minuciosa.

Ao realizar a reestruturação empresarial, avalie para onde estão indo os seus recursos e em que quantidade. Faça para você mesmo algumas perguntas bastante úteis, tais como:

  • Estou tendo retorno nessa área?;
  • Caso sim, é suficiente o que tenho obtido?
  • Existe algum segmento mais promissor hoje?

Além disso, você também precisa analisar os prejuízos que pode estar tendo sem nem mesmo perceber. É necessário ter um controle rigoroso e detalhado sobre tudo o que está sendo adquirido, a necessidade ou não de determinados serviços e materiais no dia a dia do negócio e até mesmo analisar o quanto está disponibilizando para a contratação e manutenção de colaboradores. Avalie friamente se todos eles são indispensáveis e se as equipes estão infladas.

5. Pense em um portfólio de serviços mais amplo

As pessoas estão cada vez mais exigentes na hora de contratar serviços. Em geral, elas buscam algo que realmente ofereça um diferencial em relação a tudo o que está sendo oferecido no mercado, e é por isso que a reestruturação empresarial deve levar em conta a necessidade de oferecer ao público coisas novas.

Tudo isso, é claro, deve ser feito com bastante cuidado, pois a decisão, geralmente, envolve bons investimentos materiais. Antes de disponibilizar qualquer novo serviço por exemplo, um tipo de aula a mais, um reforço escolar com abordagem inovadora, entre outros  avalie se essa realmente é uma demanda mercadológica. Procure por casos de sucesso e busque entender se faz sentido para o perfil da sua escola e de seu público.

É importante, ainda, que você analise se tem realmente condições (financeiras e de pessoal, principalmente) de oferecer um portfólio mais amplo nesse momento. Não ter como manter o que foi acordado por falta de uma boa estrutura pode ser muito prejudicial para a imagem da instituição de ensino.

A reestruturação empresarial dentro da sua escola gera incontáveis benefícios. Além de aperfeiçoar a gestão, com líderes e equipes mais bem preparados e direcionados, também otimiza os resultados e faz com que a instituição se destaque entre os demais.

Gostou deste artigo? Então, não deixe de ler também este outro conteúdo que mostra quais são os sinais de que sua escola está precisando de uma assessoria empresarial!