Ensino e aprendizagem

Veja 3 técnicas para melhorar a avaliação de alunos na escola

Um bom método de avaliação deve ser capaz de verificar se as abordagens educativas exploradas durante as aulas estão, de fato, contribuindo para um bom rendimento dos alunos. E, para garantir uma aprendizagem mais dinâmica e eficiente, o ideal é que o corpo docente da sua escola também faça parte desse planejamento, já que os professores são peças fundamentais nesse processo.

Tenha em mente que a avaliação vai muito além da aplicação de uma prova, ela precisa ser contínua e cumulativa. Assim, é possível oferecer uma educação de qualidade aos seus alunos e, ao mesmo tempo, fortalecer a imagem da sua escola.

Para ajudar você a melhorar a avaliação de alunos, separamos 3 técnicas muito interessantes. Confira!

1. Sala de aula invertida

A técnica da sala invertida é ótima para deixar os alunos mais motivados. O ideal é separá-los em grupos e pedir para que escolham um assunto que gostariam de ensinar (pode ser algo relacionado à matéria que estão trabalhando ou, então, a um tema do interesse pessoal deles, como filmes, games, esportes etc.).

Nessa metodologia, cada aluno preparará uma pequena aula para ensinar ao restante da turma, o que torna possível avaliar o nível de empenho e compreensão individual dos estudantes. Por fim, é interessante convidá-los a fazerem uma leitura da experiência que tiveram, para que eles mesmos possam identificar em que ponto do conteúdo apresentado precisam melhorar.

2. Uso da gamificação

A gamificação (jogos) ajuda a estimular o aprendizado, por isso, tem se tornado um ótimo recurso para a avaliação de alunos. Os games ajudam o aluno a explorar suas habilidades de forma mais descontraída.

À medida que o aluno passa de fase no jogo, o seu conhecimento é agregado, isto é, com o game educativo ele aprende enquanto está jogando, diferentemente da prova tradicional, que, muitas vezes, o força a decorar o conteúdo para tirar uma boa nota.

3. Teoria das inteligências múltiplas

Segundo a Teoria das Inteligências Múltiplas, do psicólogo americano Howard Gardner, a cognição humana tem diversas facetas, tais como:

  • lógico-matemática: capacidade de realizar deduções e operações numéricas;
  • linguística: desenvolvimento dos processos que dizem respeito à linguagem e a língua;
  • musical: aptidão para compor padrões musicais, tocar e apreciar os instrumentos;
  • espacial: capacidade de manipular e reconhecer situações que envolvam apreensões visuais;
  • corporal-cinestésica: é a aptidão para usar o corpo com a finalidade de solucionar problemas;
  • interpessoal: é a competência para entender os desejos  e as intenções de outros indivíduos e, consequentemente, para se relacionar bem em sociedade;
  • intrapessoal: é a aptidão para  usar o entendimento de si mesmo e se conhecer para alcançar seus objetivos.

Geralmente, o ser humano as usa simultaneamente, como quando conversamos com alguém ao nosso lado enquanto dirigimos. Nesse momento, exploramos a inteligência espacial, linguística e interpessoal. No entanto, segundo Gardner, apenas três dessas habilidades são desenvolvidas de maneira mais aprofundada ao longo da vida pelo indivíduo.

Essas inteligências acima descritas ajudam o professor a identificar as habilidades de cada aluno, isto é, ele consegue entender de que maneira o conteúdo é melhor absorvido por eles. Ao trabalhar todas as facetas dessa teoria, é possível criar um ambiente favorável para o desenvolvimento integral do estudante.

Por exemplo: ao trabalhar a inteligência linguística, o professor poderá realizar debates em grupos, a fim de contemplar as atividades que possibilitem o desenvolvimento da habilidade oral. Nesse momento, ele conseguirá identificar o quanto os alunos conseguiram aprender sobre o assunto que foi explicado em sala de aula.

Essas são apenas três das diferentes técnicas de avaliação de alunos que você pode incluir no seu planejamento e melhorar a aprendizagem. Lembre-se de que é fundamental contar com o apoio dos seus professores para definir quais métodos serão mais adequados.

Melhorar o processo de aprendizagem na escola é essencial para mantê-la competitiva. Conheça agora 4 principais dificuldades de aprendizagem na escola que você precisa eliminar!