Administração na prática Captação de alunos Cotidiano escolar Ensino e aprendizagem

Gestão escolar: conheça 7 melhores práticas para a sua escola

Diferentemente da administração escolar, que tem foco nos recursos financeiros e materiais, a gestão escolar é um sistema de organização interno da escola, o qual envolve os diversos setores relacionados às práticas escolares com o intuito de melhorar o ensino e aumentar a eficiência dos processos institucionais.

Assim, esse conceito trata do gerenciamento da escola como um todo. Por isso, envolve setores que incluem as gestões:

  • pedagógica;
  • administrativa;
  • financeira;
  • de recursos humanos;
  • de comunicação;
  • de tempo e eficiência dos processos.

Uma boa gestão traz resultados muito positivos, como o fortalecimento do aprendizado dos alunos e a melhoria da qualidade de ensino da escola, já que motiva os professores e as equipes a alcançar os objetivos e valoriza a participação dos pais e da comunidade na busca por uma excelência de ensino.

No entanto, nem sempre é fácil saber como fazer uma administração competente. Por isso, listamos neste texto sete práticas para uma gestão escolar eficiente. Continue lendo e aproveite nossas dicas!

1. Criar um quadro de horários eficiente

Montar um quadro de horários da escola não é uma tarefa fácil, já que envolve avaliar a disponibilidade de professores, período de aulas, espaços disponíveis, datas de provas, atividades extras, entre outros fatores. Isso sem esquecer de pensar na adequação aos objetivos e metas do plano global escolar.

Assim, uma das preocupações do gestor escolar deve ser criar um quadro de horários eficiente, que seja adequado aos docentes e que evite prejuízos financeiros para a instituição de ensino com pagamento excessivo de horas extras.

Para isso, a tecnologia pode ser uma boa ajuda. Há softwares e programas, por exemplo, que permitem economizar tempo na hora de montar o quadro de horários. Alguns têm até armazenamento na nuvem e possibilitam ajustes, caso sejam necessários ao longo do ano letivo.

2. Realizar um planejamento estratégico

Da mesma forma que outras empresas, uma escola também tem benefícios ao realizar um planejamento estratégico, já que essa ferramenta de gestão oferece a possibilidade de identificar problemas, forças, oportunidades e ameaças, além de traçar ações para melhorar as dificuldades encontradas e alcançar as metas da organização.

Com isso, a instituição de ensino pode otimizar seus processos internos e ganhar mais espaço dentro do mercado educacional. Para tanto, é importante que o planejamento tenha ações de curto, médio e longo prazo, antecipe imprevistos e envolva todas as áreas da escola — da pedagógica à financeira. Só assim o plano será, de fato, adequado às suas estratégias.

3. Elaborar um processo de melhoria integrado

Outro fator importante para uma gestão escolar eficiente é a elaboração de um processo integrado de melhoria da aprendizagem dos alunos e dos resultados da escola.

Para isso, o gestor deve estar sempre atento para direcionar as ações nos variados setores da instituição, assim como agregar docentes, funcionários, estudantes, pais e todas as pessoas que compõem a comunidade escolar.

4. Fortalecer o vínculo com a comunidade educativa

Uma escola é bem mais do que uma instituição burocrática. Portanto, na gestão escolar existe um recurso muito importante que deve ser observado: o humano. Desse modo, também é função do gestor desenvolver o potencial dos docentes e outros colaboradores por meio de treinamentos, capacitações, palestras, eventos e outras atividades que visem a melhoria do desempenho profissional.

Além disso, é preciso ainda realizar ações que foquem no engajamento e na motivação dos funcionários, bem como pensar em projetos que fortaleçam o vínculo entre a escola, os alunos, os pais e a comunidade educativa como um todo. Assim, é possível aproveitar melhor os recursos humanos da organização.

5. Dar atenção às mudanças

Na sociedade em geral e ainda mais na área da educação, as mudanças são a única constante. De fato, a todo tempo novas tecnologias e recursos educacionais estão surgindo. Por isso, os profissionais responsáveis pela gestão escolar precisam ter flexibilidade e dar atenção às transformações nesse meio.

Além de estar atenta às novidades, a gestão da escola deve mostrar disponibilidade para aderir a algumas dessas alterações, já que isso pode trazer métodos que otimizem o tempo e os recursos gastos, melhorem os resultados dos alunos no ambiente escolar, entre outras vantagens. 

6. Fazer a gestão financeira adequada

Uma gestão financeira adequada também é essencial para ajudar a escola a se recuperar de problemas com as finanças ou até mesmo evitá-los. Um gerenciamento competente é aquele capaz de garantir que todos os setores funcionem de maneira satisfatória e tenham suas demandas atendidas, assim como permita que a organização cumpra os seus objetivos de negócio.

Para isso, o gestor deve analisar as despesas e receitas, definir o destino do capital e distribuir os recursos adequadamente. Essa gestão financeira adequada é importante não apenas para a escola como uma empresa, já que pode aumentar os seus lucros, como também para que a instituição se destaque academicamente uma vez que terá fundos para investir em melhorias na qualidade pedagógica.

7. Priorizar as necessidades dos alunos

Como um dos principais objetivos de uma escola é manter a qualidade do sistema de ensino, é fundamental priorizar as necessidades dos estudantes. Para tanto, deve-se criar uma aproximação com os alunos, de maneira que haja uma comunicação aberta com os discentes e com os pais.

É importante não subestimar isso, afinal, essa interação pode oferecer oportunidades únicas de integração e até sugestões inesperadas para problemas da escola. Assim, lembre-se de que priorizar o aluno favorece um ambiente com educação de qualidade.

Para concluir, a gestão escolar precisa ter atenção a todos os setores da instituição, por isso, deve:

  • buscar a otimização dos processos pedagógicos;
  • administrar os recursos materiais, físicos e financeiros;
  • cuidar das finanças da organização;
  • engajar os funcionários;
  • fortalecer a comunicação com a comunidade educativa;
  • preocupar-se com a gestão do tempo e a eficiência dos processos.

Uma gestão escolar eficiente é essencial para ampliar ainda mais a excelência de ensino de uma instituição e garantir a otimização dos processos da escola.

E você? Como está a gestão na sua escola? Tem alguma sugestão de prática para uma gestão escolar eficiente? Conte para a gente! Deixe um comentário aqui no post.