Cotidiano escolar

Gestão educacional: como lidar com as reclamações feitas pelos pais dos alunos?

Muitos são os desafios enfrentados por profissionais que coordenam uma escola. Entre eles, estão as demandas diárias dos pais. Nesse contexto, realizar adequadamente a gestão educacional é fundamental para que todos os públicos da instituição de ensino estejam em harmonia.

Estrutura da escola, postura do professor em sala de aula ou colega que faz bullying: essas são apenas algumas das insatisfações relatadas pelos responsáveis à escola. Tendo ou não razão, é importante que os gestores se posicionem para que os pais sintam que a organização se preocupa com o que eles têm a dizer e com seus filhos.

Abaixo, listamos algumas atividades esperadas dos gestores educacionais diante dos principais dilemas relacionados às reclamações. Confira!

Ouça atentamente a reclamação

Ao perceber uma insatisfação dos pais, convide-os para uma conversa e se mostre disponível para ouvir o que eles têm a dizer. A atenção nesse momento é importante para que eles se sintam acolhidos e ouvidos.

Durante o encontro, é importante, também, registrar tudo o que está sendo dito para formalizar a reclamação e dar andamento com os demais envolvidos. A ideia não é burocratizar a conversa, mas deixar todos os pareceres claros para que não haja nenhum mal-entendido.

Converse com os profissionais da escola

Depois de entender os motivos da insatisfação, convide os professores e demais profissionais para uma conversa para que eles possam ajudar a esclarecer a questão. 

Dentro de uma dinâmica adequada de gestão escolar, é importante não iniciar a conversa com julgamentos ou justificativas. Dê oportunidade para que o outro lado fale sobre seu ponto de vista e jamais exponha qualquer um dos públicos envolvidos.

Dê retorno

Se achar adequado, marque outra reunião para dar retorno aos pais sobre as reclamações feitas. Professores e demais profissionais podem ser chamados para esse momento se houver um consenso sobre os problemas abordados e se isso favorecer a comunicação e a solução das queixas.

Agora, caso o retorno seja mais pontual, a conversa pode ser feita por telefone, mas jamais deixe de retornar.

Tenha canais de comunicação disponíveis

Para que os pais fiquem à vontade para dialogar com a escola em todos os momentos, é importante disponibilizar canais de comunicação como telefone, e-mail, WhatsApp, entre outras ferramentas institucionais.

Os profissionais responsáveis por responder às mensagens precisam ser treinados para tratar as reclamações de maneira adequada e dar andamento às queixas.

Pontos de atenção

Antes do encontro, verifique a lista de presença das reuniões escolares e perceba se os responsáveis são ativos e envolvidos no dia a dia escolar dos filhos, ou se comparecem somente para apontar erros. Isso ajudará a entender possíveis dissonâncias na comunicação e a lidar com as insatisfações.

A ideia aqui não é julgar as ausências, mas entender se houve alguma falta de comunicação que poderia ter evitado a expressão dos sentimentos negativos, e pensar outras possibilidades de flexibilizar a presença dos pais para conversas que não sejam necessariamente as reuniões formais. Quanto mais aberta for a escola ao diálogo, menos problemas existirão.

Gostou de saber como lidar com reclamações dos pais de alunos por meio de técnicas de gestão educacional? Aproveite para compartilhar o conteúdo nas redes sociais e ajude outros profissionais nessa questão!