Administração na prática

Gestão acadêmica: veja 5 melhores práticas e tendências

A gestão acadêmica organiza e controla os processos relacionados ao aluno, desde a sua captação até a sua saída da escola. Além de gerenciar os procedimentos financeiros e contábeis, os recursos humanos, os cruzamentos de todas as informações e os relatórios, analisa a instituição visando contínua melhoria.

Portanto, fica evidente o quanto essa área é de vital importância, devendo ser eficiente e atualizada por meio da implementação de boas práticas. Você gostaria de saber mais sobre as vertentes dessa gestão? Então, continue lendo!

1. Implantação de equipes de alto desempenho

Investir em treinamento e desenvolvimento do seu corpo docente é fundamental para qualificar seus colaboradores e alinhá-los às novas tendências trazidas pela cultura da inovação, tornando-a uma equipe de alto desempenho.

Uma equipe de alto desempenho é caracterizada por profissionais engajados, que desempenham bem suas atividades e cooperam para o crescimento da instituição.

Essas equipes trabalham de maneira eficaz, por isso, contam com procedimentos eficientes — utilizando melhor os recursos disponíveis e estimulando práticas pedagógicas e estratégias que contribuem para o êxito institucional. Em consequência, ocorrem melhorias nos processos colaborativos de aprendizagem.

Assim, com essas equipes atuando, há, dentre outras vantagens, uma redução na evasão escolar, que pode tanto ocorrer pelo abandono dos estudos quanto pela troca ou transferência de uma instituição para a outra. 

 2. Processos otimizados e automatizados

Implementar um sistema de gestão eficiente ajudará nos procedimentos de sua escola. A tecnologia e os avanços tecnológicos trouxeram para as instituições de ensino a otimização de tarefas, que anteriormente exigiam muito tempo e esforço manual. Essa maximização do tempo acelerou diversos processos. Entre os benefícios, podemos citar:

  • otimização e redução de custos, facilitando o acompanhamento e as melhorias;
  • captação de novos alunos por meio da análise dos dados da instituição e de definições estratégicas;
  • mais tempo para tarefas estratégicas que exigem um olhar mais diferenciado, como definições de locais e formas de divulgação;
  • obtenção de informações mais precisas para o negócio, em relação aos colaboradores, alunos e responsáveis.

3. Educação tecnológica

A tecnologia, quando utilizada corretamente, pode melhorar o aprendizado e a interação com os alunos. Por meio dela, é possível usar vídeos, aplicativos, animações, demonstrações e diversos tipos de processos lúdicos. Com a tecnologia, ainda é possível explicar conceitos que antes teriam de ser imaginados ou desenhados — otimizando o tempo e facilitando o processo de aprendizagem.

4. Uso de sistemas de gestão acadêmica

Os sistemas de gerenciamento acadêmico ou educacional — também conhecidos como SGA ou SGE — são utilizados para que haja integração e controle em todos os setores, facilitando o fluxo das informações e dos processos que ocorrem em uma instituição de ensino.

Trata-se de softwares que automatizam e atendem a exigência do mercado da educação, substituindo processos que anteriormente eram manuais, como emissão de boletos, agendamento de aulas, acompanhamento de presença e notas etc. Assim, esses sistemas atendem tanto os gestores como os professores, estudantes e demais setores.

A inovação tecnológica mudou praticamente tudo, portanto, as instituições de ensino precisam se modernizar e acompanhar essas novas tendências, otimizando a gestão financeira, o planejamento, o processo educacional e o controle de indicadores.

5. Estratégias para a redução da saída de alunos

São várias as estratégias que podem ajudar nesse processo. O uso de um bom sistema de gestão permite controlar e mapear as ações que devem ser necessárias para solucionar o problema, afinal, passa a ser possível identificar causas por meio da comparação de dados e indicadores. Com essas ferramentas, é possível:

  • identificar o motivo da saída: mudança de moradia, insatisfação ou não adequação;
  • reavaliar a metodologia e a proposta pedagógica;
  • mostrar a necessidade de investir em capacitação do corpo docente por meio dos dados e informações obtidos nos dois aspectos citados acima;
  • sugerir projetos, cursos interdisciplinares e outras estratégias que poderão ser adotadas para impedir ou reduzir a saída de alunos por troca ou transferência.

Logo, a importância da gestão acadêmica é fundamental para garantir a otimização dos processos, a qualidade de ensino, a capacitação e o desenvolvimento da sua equipe de trabalho. Contribui também para uma comunicação mais fluida entre todos da instituição, tornado o ambiente laboral agradável e harmonioso.

Gostou do texto? Então, deixe um comentário com sua opinião sobre o assunto!