Cotidiano escolar

Como manter o plano de gestão escolar sempre atualizado?

O plano de gestão escolar é um sistema de organização que relaciona, detalhadamente, dados e atividades de uma instituição de ensino durante um período letivo específico. Elaborado com o intuito de aperfeiçoar processos internos, o planejamento deve ser flexível, podendo ser alterado e retificado de maneira periódica  especialmente se forem solicitadas adequações por parte dos integrantes da comunidade escolar.

No documento, é possível encontrar uma síntese do projeto político pedagógico (PPP), além de horários de funcionamento da escola, detalhes sobre eventos e comemorações, todo o planejamento financeiro, entre outras informações. Diversos setores são envolvidos em sua elaboração, como o departamento pedagógico, a área de comunicação e marketing e os recursos humanos. 

Para que o plano de gestão escolar seja eficaz, no entanto, é preciso muito mais do que investir em sua preparação. O planejamento precisa permanecer constantemente atualizado e alinhado às expectativas e necessidades de todo o corpo discente.

A seguir, listamos quatro dicas práticas valiosas para ajudar você no processo de atualização desse documento. Não deixe de acompanhar o conteúdo até o final!

1. Invista em softwares de gestão escolar especializados

Os softwares de gestão escolar são grandes aliados no gerenciamento e acompanhamento de muitas ações. Afinal, eles otimizam operações administrativas importantes do dia a dia de qualquer instituição de ensino.

Além de controlarem processos gerenciais e demais tarefas, os sistemas integram os setores acadêmico, pedagógico e financeiro de uma escola. Dessa maneira, é possível garantir a eficácia e o controle de inúmeras atividades e projetos do plano de ação. 

Abaixo, destacamos os principais benefícios de investir nesses tipos de ferramentas especializadas. Confira:

  • acompanhamento do planejamento financeiro;
  • emissão de relatórios de pagamentos, recebimentos etc.;
  • controle e redução da inadimplência;
  • crescimento na captação de alunos;
  • controle da evasão escolar;
  • fidelização de clientes (responsáveis);
  • extração de dados precisos, capazes de auxiliar na tomada de decisões de áreas gerenciais;
  • análise do desempenho escolar do corpo discente;
  • agilidade e simplicidade em processos burocráticos da secretaria.

As novas tecnologias educacionais trazem inúmeras vantagens para instituições de ensino. Com a utilização de softwares de gestão escolar, é possível monitorar dados e readequar ou alterar estratégias para que as metas estabelecidas sejam, de fato, alcançadas. O investimento e a implementação nesses sistemas fará a diferença em todo o seu planejamento!

2. Torne o planejamento colaborativo e democrático

Como mencionamos anteriormente, o plano de ação reúne todos as informações e ações de uma escola, além de considerações essenciais para melhoria e aperfeiçoamento das atividades de vários setores.

Por esse motivo, é essencial que a concepção do planejamento envolva todos os funcionários e contemple os interesses de toda a comunidade escolar como os responsáveis, os coordenadores, o corpo docente e discente e demais colaboradores.

Recomendados, ainda, que haja reuniões regulares para que as ações implementadas sejam avaliadas e revisadas, caso surja a necessidade. Apenas dessa forma será possível tornar o documento verdadeiramente útil para todo o processo pedagógico e administrativo da instituição de ensino. Do contrário, ele será apenas mais uma ferramenta burocrática, inválida e obsoleta.

Mas, antes de mais nada, lembre-se de que é preciso certificar-se de que os participantes estão cientes da realidade da instituição para que possam contribuir de forma clara, proveitosa e pertinente. 

3. Apresente o plano de gestão escolar em reuniões

Por ser um interesse dos integrantes da comunidade e contemplar a necessidade de todos, o plano de gestão escolar deve estar sempre acessível. O documento é obrigatório e, além de permanecer constantemente disponível para consulta livre na secretaria, deve ser apresentado em reuniões do Conselho Escolar, Conselho de Classe e Associação de Pais e Mestres (APM).

Durante os encontros, é importante apresentar a divulgação de resultados das atividades e programas que já foram implementados. Dessa maneira, a comunidade escolar poderá realizar facilmente o controle, acompanhamento e avaliação de vários aspectos do planejamento. São nesses momentos que as solicitações de readequações de ações e projetos podem surgir.

4. Aplique o projeto político pedagógico

O projeto político pedagógico traz metas e objetivos que uma escola deseja atingir a curto, médio e longo prazo. Ele relaciona, ainda, todos os passos necessários para concretizar o que foi previamente estabelecido. O documento é de suma importância para nortear as atividades de uma instituição de ensino e determinar exatamente onde ela pretende estar.

A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), sancionada no ano de 1996, estabelece a obrigatoriedade do PPP, que além de ser frequentemente consultado, reavaliado e atualizado, deve contemplar os aspectos que elencamos abaixo. Veja:

  • a identificação e a missão da instituição de ensino;
  • as diretrizes pedagógicas;
  • o contexto do corpo discente e de suas respectivas famílias;
  • as informações e dados sobre a aprendizagem;
  • os recursos disponíveis;
  • o plano de gestão escolar.

Como você pôde acompanhar, o plano de gestão escolar é parte indispensável do PPP. Por essa razão, colocá-lo em prática com a colaboração de toda a comunidade escolar é primordial para mantê-lo atualizado e adaptável às necessidades e expectativas de todos os estudantes.

Enfim, acreditamos que essas dicas serão essenciais para que você conquiste o êxito no desempenho gerencial de sua instituição de ensino. Ao apostar na constante readequação do plano de ação, você conquistará uma gestão de alta performance e, em consequência, perceberá diversas melhorias e o aperfeiçoamento em todos os seus serviços educacionais. 

Neste post, você descobriu que manter o plano de gestão escolar atualizado não é uma tarefa que cabe exclusivamente aos diretores de uma instituição de ensino.

Além do investimento em softwares educacionais, para que o planejamento seja funcional e efetivo, é necessário que haja um esforço coletivo e, mais do que isso, colaborativo por parte de todos os membros da comunidade escolar.

Você gostou deste texto? Então, o que acha de ter acesso a mais conteúdos sobre o mercado educacional e gestão empresarial? Curta agora mesmo a nossa página oficial no Facebook!